sexta-feira, 2 de maio de 2008

Porque não controlo...


Nunca me quis sentir assim nem escolhi começar a senti-lo apenas aconteceu...
Sabia desde inicio que ia ser complicado, que eramos complicados e que nao era algo normal...
Mas perdi-me, perdi-me talvez num mundo que sem saber nunca conheci. Perdi-me num mundo que tento desvendar...
Quanto mais tentava de certo modo fugir, mais as coisas pareciam perceguir-me... Não é a primeira coisa que penso quando acordo e muito menos a ultima que penso quando me vou deitar, mas sinto que durante o tempo que separa estas duas fases eu penso nisso, no que pode, poderia, poderá acontecer, no que talvez possa estar para vir, mas tenho medo, medo que seja apenas eu com ilusoes e pensamentos vulateis e parvos que nem sei bem o que são.. Tenho medo que seja apenas uma num jogo que tem de ter dois jogadores...
Nao me arrependo do que passei ou fiz, apenas tenho pena de que talvez tenha acabado, de que afinal nao era nada que fosse mais longe, algo que fizesse com que aquilo nao fossem apenas momentos isolados...
Talvez estaja confusa, sei que o aviso me foi feito. Talvez seja burra e nao tenha percebido, ou talvez quem sabe nao tenha querido perceber, para dar mais um tempo ao sonho...
Sinto-me desgastada, e ate quase que sei que acabou o problema e que eu acho que algo em mim permaneceu, e anceia por mais, so queria que o querer nao fosse só meu...



2 comentários:

Nikkita disse...

A vida é mesmo complicada... Prega-nos partidas, deixa-nos desesperados, tristes... Mas nunca nos podemos esquecer que também há momentos bons, de felicidade, e é por eles que devemos viver com a certeza que a felicidade está mesmo ali...ao alcançe das nossas mãos.

;)

Angel of poetry disse...

Olá, desculpa a "invasao"
Gostei mto do blog
parabens