quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Voando.






Oiço as cordas da guitarra e suspiro.


Sinto a tua impressao digital na minha pele


e me arrepio.


Vejo-os voar ao vento.


Sopro os meus dentes de leão


para que todos os dele soltos vão em tua direção


são beijos meus com toque de anjo.



Eu Amo-te.

6 comentários:

Camila disse...

já não vinha aqui há muito tempo :)
gosto imenso da tua forma de escrever, inspira qualquer um *

Anónimo disse...

Estive a ler o teu blog.
Do inicio ao fim.
Hum... És um pouco confusa, contradizes-te um bocado.
Mas não faz mal. Continua a tentar.
Beijinhos.

Marta disse...

Todas as pessoas que evoluem, têm confusões, até mesmo contradições.
É próprio. E ainda bem que assim acontece... senão todos seríamos pouco lapidados.
Mónica já és bastante lapidada. Continua!!!!!!!!!!

P.S.: Generalizando, um blog é um blog. Sem mais nada a acrescentar!

Folhetim Cultural disse...

Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
Vamos trocar conhecimentos...
Ass: Magno Oliveira
Folhetim Cultural

H A R R Y G O A Z disse...

Happy New Year !!!

Eric Jhon disse...

o português dai é diferente do daqui do Brasil, mas ainda sim deu pra enteder. hehehe. muito interessante esse poema..


http://simplesmentebaboseiras.blogspot.com/